Pesquisa

Aviso
Devido ao processo de migração da Banca Livraria Popular para o site da Pueblo Livraria, pedimos para enviar e-mail confirmando a disponibilidade dos livros antes de compra-los por este blog.

Mulheres entre o lar e a escola


 Os porquês do magistério.
 
  O que está por trás de uma escolha profissional? Por que as mulheres escolhem o magistério como profissão? Este livro de Elza Ferreira Santos parte dessas questões para alcançar as histórias de professoras.
Quatro trajetórias foram escolhidas. Duas das professoras já estão aposentadas; as outras estão em atividade. Todas elas ensinaram ou ensinam no ensino fundamental. O discurso dessas mulheres foi colhido por meio de entrevistas abertas, o que permitiu à autora adentrar no seu cotidiano. Um universo que se relaciona, diretamente, com o dia-a-dia de suas famílias, de sua formação escolar e profissional. Um cotidiano que, inevitavelmente, se compromete com as questões atuais, com as implicações que perpassam o universo educacional, seja na esfera ideológica, como as questões políticas, seja na esfera das práticas pedagógicas, como as questões tecnológicas.
Enfim, Elza Ferreira Santos busca desmistificar algumas representações construídas acerca do magistério feminino – vocacionadas, tias, mães espirituais – que circulam explicando, superficialmente, a escolha do magistério pelas mulheres. Assim, foi importante ouvi-las, pois uma parte da verdade, senão toda, estava com elas.

Acesse: www.pueblolivraria.com.br

FICHA DO LIVRO


Título
: Mulheres entre o lar e a escola
Autora
: Elza Ferreira Santos

Editora
: Annablume
Páginas
: 238
Formato
: 14x21cm

Gênero
Gênero - Educação

ISBN
: 978-85-7419-911-5



Ler Mais

Jongueiros do Tamandaré


 Devoção, memória e identidade social no ritual do jongo em Guaratinguetá-SP.

  A abordagem dos mecanismos pelos quais a prática do jongo se mantém, ao mesmo tempo em que se desenvolve e é constitutiva das relações internas aos sujeitos praticantes e também de suas relações estabelecidas com a sociedade mais ampla é realizada pelo autor no presente livro. Visando aprofundar o conhecimento desta prática, Wilson Rogério Penteado Júnior analisa nas ações e falas reveladoras dos jongueiros do Tamandaré o que o jongo praticado por eles diz a eles próprios e o que tem a nos dizer. Esta pesquisa que agora torna-se livro, foi vencedora do prêmio Silvio Romero (2006), sendo premiada no Concurso Nacional de Pesquisas sobre Cultura Popular, promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional –IPHAN e Ministério da Cultura – MinC.


Acesse: www.pueblolivraria.com.br


FICHA DO LIVRO


Título: Jongueiros do Tamandaré
Autor: Wilson Rogério Penteado Júnior


Editora: Annablume  

Páginas: 270


Gênero: Antropologia
Raça e Etnia - Religião - Cultura

ISBN:
978-85-391-0126-9


Ler Mais

Foucault, Deleuze e Guattari


Corpos, instituições, subjetividades.

 

Os textos reunidos nesta coletânea são frutos de projetos integrados pela linha de pesquisa “Ideia de história e temas históricos em Deleuze/Guattari e Foucault”, do Grupo de Pesquisas “Deleuze/Guattari e Foucault: elos e ressonâncias”, certificado desde 2004 pela UNESP, junto ao Diretório de Grupos do CNPq, cujo líder, professor de Filosofia da UNESP/Assis, é o organizador do presente volume, juntamente com a pesquisadora Flávia Cristina Silveira Lemos. Todos os demais co-autores foram alunos da UNESP e estiveram sob a orientação do professor Dr. Hélio Rebello Cardoso Júnior, em projetos de pesquisa financiados pela FAPESP e pela CAPES.



FICHA DO LIVRO



Gênero: Ciências Sociais
- Psicologia - Filosofia

ISBN:
978-85-391-0267-9





Ler Mais

Espectro



 Da direita a esquerda no mundo das idéias.

 Espectro é um exercício raro de historiografia das ideias contemporâneas. Este novo livro do prestigiado britânico Perry Anderson traz ensaios, entre inéditos e originalmente publicados nos veículos London Review of Books, Dissent, New Left Review e The Nation. O autor de Considerações sobre o marxismo ocidental busca em Espectro as bases históricas, filosóficas, sociológicas e econômicas da política redefinidas pelo fim da Guerra Fria, explorando as diferentes tendências e posições de pensadores e escritores do cenário global. Em uma tomada panorâmica, que se desloca da direita à esquerda no mundo das ideias, o autor define o espectro ao qual o título alude.

O trabalho comparativo de Anderson parte da premissa de que ideias raramente são valores absolutos: seu valor é sempre relativo às outras noções que estão em jogo no campo, e é apenas o conhecimento destas que proporciona uma medida de comparação. Para ele, a política não é uma atividade fechada em si, e o que conta como um conjunto de ideias relativas aos conflitos políticos de dado momento varia de acordo com a época e a região. Hoje esse conjunto se estende muito além do alcance da ciência política, em sua concepção tradicional, o que torna a exploração do campo como um todo muito mais complexa. Filosofia, economia, história, sociologia, psicologia, para não falar das ciências naturais e biológicas, e das artes, todas se cruzam em diferentes pontos no terreno da política, em sua definição clássica.

Diante do desafio, a segunda premissa do autor é a de que ideias de qualquer grau de complexidade são mais bem estudadas por meio do trabalho detalhado dos autores que as produzem, como textos inseparáveis de contextos históricos, mas que não podem ser reduzidos a estes. Sistematicamente, o volume trata de pensadores que vão desde a extrema direita até a esquerda radical, passando pelo centro moderado.

O historiador avalia as teorias de grandes mentes do Direito do século XX, incluindo Carl Schmitt, Leo Strauss, Michael Oakeshott e Friedrich von Hayek; dois escritores de levas subsequentes, Ferdinand Mount e Timothy Garton Ash; filósofos liberais mais ao centro, como John Rawls, Jürgen Habermas e Norberto Bobbio, e figuras importantes na cultura da esquerda: os historiadores Edward Thompson, Robert Brenner e Eric Hobsbawm, o classicista Sebastiano Timpanaro, o sociólogo Göran Therborn e o romancista Gabriel García Márquez.

Anderson destaca a diversidade e diferença de assuntos e disciplinas abordados desde a Guerra Fria: a direita se concentrou mais no legado dos clássicos do pensamento político, de Platão a Nietzsche, e nas tarefas imediatas de administrar o mundo; o centro investiu nas construções filosóficas normativas; já as investigações econômicas, sociais e culturais – do passado e do presente – dominam a produção da esquerda. Encontram-se entre os tópicos deste livro teorias sobre o direito, o Estado, a economia, a família, as relações internacionais, as lições da Antiguidade e do século XX, a memória e a mortalidade. “Claramente, cada uma delas seria mais bem tratada por um especialista no assunto. Mas algo ainda pode ser dito a seu respeito, por mais parcial que seja, quando elas ingressam no inventário geral da cultura política como recursos para determinada corrente de opinião”, afirma o autor no prefácio.
FICHA DO LIVRO

Título: Espectro
Autor
: Perry Anderson


Editora: Boitempo
Ano
: 2012
Páginas: 441


ISBN: 978-85-7559-143-7


Ler Mais

Crítica do Programa de Gotha

Autor: Karl Marx 
 
 Em 1875, Marx encaminhou à cidade de Gotha um conjunto de observações críticas ao programa do futuro Partido Social-Democrata da Alemanha, resultado da unificação dos dois partidos operários alemães: a Associação Geral dos Trabalhadores Alemães, dirigida por Ferdinand Lassalle, e o Partido Social-Democrata dos Trabalhadores, dirigido por Wilhelm Liebknecht, Wilhelm Bracke e August Bebel, socialistas próximos de Marx. O projeto de programa proposto no congresso de união privilegiava as teses de Lassalle, o que suscitou críticas virulentas de Marx em forma de carta direcionada aos dirigentes. Sua oposição devia-se não à fusão dos partidos - quanto a isso era da opinião de que "cada passo do movimento real é mais importante do que uma dezena de programas", mas ao estatismo exacerbado que ganhara espaço nas diretrizes do novo partido.Nem a favor do poder absoluto do Estado proposto por Lassalle, nem da ausência de Estado proposta pelos anarquistas: a proposição de Marx era a "ditadura revolucionária do proletariado, forma de Estado que teria lugar durante o período de transformação revolucionária que conduziria ao advento da sociedade comunista. Segundo ele, as cooperativas "só têm valor na medida em que são criações dos trabalhadores e independentes, não sendo protegidas nem pelos governos nem pelos burgueses. 


FICHA DO LIVRO

Título: Crítica do Programa de Gotha
Autor
: Karl Marx 


Editora: Boitempo
Ano
: 2012

Edição: 1ª
Páginas: 144

Gênero: Ciências Sociais - Política - Marxismo

ISBN:
8575591894



Ler Mais

Em busca de novo modelo

Autor: Celso Furtado.

 Reflexões sobre a crise contemporânea.

 Partindo da evidência que, durante os anos que compreendem a metade do século XIX e a primeira do século XX, o Brasil foi certamente uma das economias que mais cresceram, Celso Furtado constata que seu povo, no entanto, muito pouco se beneficiou desse crescimento, cujos frutos foram absorvidos pela minoria da população empenhada em produzir as formas de vida dos países ricos. Assim, o aumento da renda, que deveria ser orientado para as atividades reprodutivas, foi absorvido pela modernização dos padrões de vida de uma minoria privilegiada. O país não se desenvolveu, apenas se modernizou. Neste seu novo livro, uma súmula das idéias centrais de sua obra teórica, Celso Furtado retoma a análise do processo histórico do subdesenvolvimento, cujo traço essencial - a concentração de renda - é cada vez mais visível em nosso país.

Acesse: www.pueblolivraria.com.br


FICHA DO LIVRO

Título: Em busca de novo modelo
Autor: Celso Furtado

Editora: Paz e Terra

Páginas: 102
Ano: 2002
Edição: 1ª

Peso: 200 g

Gênero: Economia

ISBN: 8521904460



Ler Mais

O cotidiano e a história

Autora: Agnes Heller.

 Para a inteligência crítica de nosso tempo é preciso conhecimento em extensão e em profundidade de todas as idéias que o formam e por ele são informadas, dando-lhe o que poderíamos chamar de seu perfil cultural, sem sua contraditória e movediça visão não entenderemos os pensamentos e emoções de humanidade que nos envolve e define. 
Tradução de Carlos Nelson Coutinho e Leandro Konder.

Preço: R$ 29,50.

Venda sob encomenda.
Mais informações, clique aqui.

FICHA DO LIVRO
Ano: 2000
Edição: 8ª
Páginas: 158
Formato: 14 x 21 cm
Peso: 200 g

Gênero : História

ISBN : 9788577530557


Ler Mais

Brasil




 Entre o passado e o futuro.

 Esta obra reúne ensaios de pensadores da cena política e intelectual brasileira, que buscam assimilar e analisar as intensas transformações ocorridas no Brasil nos últimos sete anos. Os textos se debruçam sobre o passado recente do país, na tentativa de desvendar diversos aspectos da realidade brasileira, como sua dinâmica econômica, social, política e cultural.

Em uma co-edição da Boitempo e da Editora da Fundação Perseu Abramo, Brasil: entre o passado e o futuro busca contribuir com o debate sobre o que virá após o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para tanto, contou com a colaboração de alguns intelectuais – integrantes do governo ou não – que nunca deixaram de pensar e sistematizar ideias sobre o processo em curso no país: Marco Aurélio Garcia, Emir Sader, Marcio Pochmann, Guilherme Dias, Luiz Dulci, Nelson Barbosa, José Antonio Pereira de Souza e Jorge Mattoso. Além dos artigos, completa o volume uma entrevista com a ministra Dilma Rousseff, feita por Garcia, Sader e Mattoso.

O livro apresenta um conjunto de dados, análises e propostas de ensaístas comprometidos com um projeto de país que será o centro do debate nas disputas eleitorais de 2010. Busca, assim, trazer uma contribuição interpretativa sobre o momento atual, vislumbrando transformar o futuro.


FICHA DO LIVRO

Título: Brasil
Editora: Boitempo
Ano: 2010
Páginas:200
Peso: 200 g 

 
ISBN: 978-85-7559-158-1


Ler Mais

As artes da palavra



 Elementos para uma poética marxista.

Uma conversa de um leitor, rigoroso e crítico, mas também apaixonado, sobre o eterno aprendizado da leitura. Em As artes da palavra: elementos para uma poética marxista , o filósofo Leandro Konder faz uma reflexão sobre literatura e realismo. Dividido em duas partes, na primeira Konder parte da sua experiência e erudição para analisar seis gêneros da expressão literária: poesia, romance, teatro, ensaio, crônicas e cartas. Para cada um dedica um capítulo intitulado “Para ler...” em que o autor, com um texto claro como uma boa aula, discute, desperta o interesse e amplia a compreensão sobre as formas do discurso escrito.

Nas suas introduções aos gêneros, Konder trata de questões como por que hoje quase não se lê poesia; o que é um romance; a relação entre o texto teatral e a encenação ao longo da história da dramaturgia até Bertolt Brecht; a dinâmica complexa entre a liberdade artística e a linguagem da ciência nos ensaios; os recursos da crônica, gênero no qual cabe tudo, menos ser chato; e o lugar da carta dentro da literatura.

Na segunda parte do livro, o autor parte para um desenvolvimento original do conceito de realismo na literatura, a partir da análise e comparação de um romancista notadamente realista, Honoré de Balzac, com a busca ao que existe de realismo na obra de Fernando Pessoa, um poeta que inventava inclusive os autores de seus poemas. Fortemente inspirado pelo filósofo húngaro Georg Lukács, Konder busca uma definição do que é realismo e sua relação com a força das grande obras de arte.



FICHA DO LIVRO


Autor: Leandro Konder

Editora
: Boitempo

Ano
: 2005
Páginas
: 112
Edição
: 1ª
Peso: 230 g

ISBN: 85-7559-066-9


Ler Mais

O protagonismo da sociedade civil



 Movimentos sociais, ONGs e redes solidárias.
 
  Este livro apresenta novos modelos de associativismo civil protagonizado por movimentos sociais e organizações do Terceiro Setor na atualidade.




FICHA DO LIVRO

Título: O protagonismo da sociedade civil
Autor a: Maria da Glória Gohn

Editora : Cortez
Páginas : 120
Peso: 92 g 

ISBN:  9788524911040


Ler Mais

Educação não formal e o educador social


 Atuação no desenvolvimento de projetos sociais.

 Nas sociedades pós-industriais ocupam lugar central a informação e o conhecimento. Emergem no âmbito da produção e das instituições novas formas de trabalho, entre elas o trabalho intelectual, o trabalho interativo, o trabalho comunicacional. As transformações atingem em cheio as escolas e o trabalho dos pedagogos e professores, suscitando rearranjos no seu papel. Este livro discute os dilemas emergentes dessas novas realidades, identifica novas exigências educacionais e, principalmente, procura pensar proposições assertivas sobre a escola e os professores dentro de um projeto emancipatório de educação.

PreçoR$ 23,00.

Venda sob encomenda.
Mais informações, clique aqui.



FICHA DO LIVRO
Peso: 142 g 

ISBN:  9788524915932


Ler Mais

Educação não formal e cultura política



 A nova edição deste livro justifica-se pelo seu valor simbólico - de ter pautado uma temática/problemática da realidade social no campo da pesquisa e produção de conhecimento. Seu pressuposto básico é - há formas educacionais fora da realidade escolar, fora da educação formal propriamente dita. Há produção de saberes e aprendizagens extracurriculares, distintos do conhecimento prescrito às escolas, e fazem parte da formação dos indivíduos. A educação não formal é fundamental para a formação para a cidadania, para o exercício da civilidade no convívio com o outro e na utilização de padrões éticos, para o reconhecimento e a aceitação da diversidade cultural e suas diferenças, para a prática da não violência em todas as esferas da vida etc. Portanto, além de ampliar o escopo de atuação não formal para outros campos, considera-se que ela é parte da formação de todo ser humano, independentemente de classe, origem, ou qualquer outra forma de identidade ou pertencimento social, econômico, cultural, linguístico, ou político.



FICHA DO LIVRO
Peso: 170 g 

ISBN:  9788524917233


Ler Mais

Conselhos gestores e participação sociopolítica



 Este livro propõe um estudo sobre a forma 'conselho' na sociedade brasileira, destacando-se os conselhos gestores e sua presença na gestão das políticas públicas porque, ao realizarem a mediação entre sociedade civil organizada e os organismos governamentais, estão construindo uma nova esfera pública de poder e de controle social.



FICHA DO LIVRO

Gênero: Ciências Sociais - Serviço Social


ISBN:  8524917636




Ler Mais

Caleidoscópio convexo

  
  Mulheres, política e mídia.


  Este livro apresenta as relações existentes entre gênero, mídia e política. Discute-se as representações de gênero no noticiário político brasileiro, compreendendo a visibilidade na mídia como uma variável relevante na definição das posições ocupadas por indivíduos e grupos sociais na política, e uma de suas principais questões é quanto e como a visibilidade de homens e mulheres na mídia contribui para a atual configuração das relações de gênero na política.

FICHA DO LIVRO


Editora: Unesp
Páginas: 230
Edição: 1ª
Ano: 2010
Peso: 310 g

GêneroGênero - Política - Comunicação

ISBN: 9788539300785




Ler Mais

Brasilidade revolucionária



 O título deste livro tem um caráter provocativo e se refere a aspectos de uma vertente específica de construção da brasilidade, aquela identificada com ideias, partidos e movimentos de esquerda - e presente também de modo expressivo em obras e movimentos artísticos. Trata-se de uma aposta nas possibilidades da revolução brasileira, nacional- democrática ou socialista, que permitiria realizar as potencialidades de um povo e de uma nação. Essa brasilidade revolucionária, como criação coletiva, viria a definir-se com mais clareza a partir do final dos anos 1950, ganhando esplendor na década seguinte, seguido de seu declínio. Ela envolveria o compartilhamento de ideias e sentimentos de que estava em andamento uma revolução, em cujo devir artistas e intelectuais teriam um papel expressivo pela necessidade de conhecer o Brasil e de aproximar-se de seu povo.



FICHA DO LIVRO


Editora: Unesp
Páginas: 188
Edição: 1ª
Ano: 2010
Peso: 320 g

Gênero: História

ISBN: 9788539300068
Ler Mais

Benjaminianas


 Cultura capitalista e fetichismo contemporâneo.


   Os ensaios deste livro se organizam segundo a concepção benjaminiana da modernidade que, do Drama barroco alemão às Passagens, procura compreender o capitalismo atual, associando o fenômeno do fetichismo à vida política e ao estado de exceção. Procedendo a uma reformulação das concepções de Marx e de Freud, com Baudelaire e o surrealismo, acompanhamos as transformações identificadas por Benjamin no mundo moderno. O conceito benjaminiano de "sex appeal do inorgânico" contém, modificando-o e ampliando-o, o fetiche em sua caracterização marxista e freudiana, pois Benjamin trata de um fetichismo inédito, marcado por sua capacidade em eliminar as barreiras que separam o orgânico do inorgânico, fazendo com que cada um possa se sentir "em casa" tanto no mundo inanimado quanto naquele de "carne e osso".





FICHA DO LIVRO

Título: Benjaminianas

Editora: Unesp
Páginas:302
Edição: 1ª
Ano: 2010
Peso: 478 g

Gênero: Ciências Sociais - Política - Filosofia


ISBN: 9788571399969


Ler Mais

Avaliar para aprender


 
Fundamentos, práticas e políticas.

 A massificação e a diversificação da população escolar foram importantes conquistas sociais e obrigaram a modificações profundas nos sistemas de educação e de formação. No entanto, não foi ainda possível garantir que o fundamental do currículo fosse o desenvolvimento dos processos mais complexos de pensamento dos alunos mediante resolução de problemas, interação com situações problemáticas da vida real, da coleta, análise, interpretação e apresentação de dados ou da realização de experiências de natureza diversa. E menos ainda que a avaliação do trabalho dos alunos fosse utilizada para ajudá-los a melhorar sua aprendizagem, para ajudá-los a aprender com compreensão, para ajudá-los a ser mais autônomos e responsáveis na avaliação de seu próprio trabalho e mais capazes de assumir responsabilidades no desenvolvimento de suas aprendizagens. A avaliação das aprendizagens pode ser entendida como todo e qualquer processo deliberado e sistemático de coleta de informação, mais ou menos participativo e interativo, mais ou menos negociado, mais ou menos contextualizado, acerca do que os alunos sabem e são capazes de fazer em uma diversidade de situações.

FICHA DO LIVRO

Título: Avaliar para aprender
Autor: Domingos Fernandes

Editora: Unesp
Páginas: 222
Ano: 2009
Peso: 288 g

Gênero: Educação

ISBN: 9788571398986


Ler Mais

Considerações sobre o marxismo ocidental/ Nas trilhas do materialismo histórico


 Reunidos em um único livro, dois ensaios do historiador britânico Perry Anderson sobre o 'marxismo ocidental', uma das mais fecundas vertentes do marxismo no século XX. O qualificativo de 'ocidental', vem de um célebre ensaio de Maurice Merleau-Ponty, em 1995, em contraposição a um 'marxismo soviético', desenvolvido dentro dos países do antigo bloco comunista. A trajetória de autores como Antonio Gramsci, Georg Lukács, Jean-Paul Sartre, Herbert Marcuse, Lucio Colleti, Walter Benjamin e Jünger Habermas, entre outros, as bases da suas formações teóricas, suas relações e conflitos com o stalinismo e o impacto das duas grandes guerras mundiais no pensamento marxista na Europa Ocidental são analisados com o texto claro e rigor de Anderson.

Preço: R$ 43,00.

Venda sob encomenda.

FICHA DO LIVRO
Peso: 370 g

ISBN: 85-7559-033-2



Ler Mais

Compre aqui na Banca Livraria Popular através do PagSeguro-UOL