Pesquisa

Aviso
Devido ao processo de migração da Banca Livraria Popular para o site da Pueblo Livraria, pedimos para enviar e-mail confirmando a disponibilidade dos livros antes de compra-los por este blog.

Cultura, arte e literatura - textos escolhidos

Autores: Karl Marx e Friedrich Engels.

'Cultura, arte e literatura - textos escolhidos' tem como base os resultados iniciais da pesquisa de textos marxianos realizada por Lifschitz no então Instituto Marx-Engels-Lenin da extinta União Soviética. Disso resultou uma antologia, com mais de duas mil páginas, formada por textos nos quais Marx e Engels abordaram a questão da cultura, da arte e da literatura, ainda que não fizessem parte de trabalhos dedicados exclusivamente a esses temas. O presente livro é constituído por uma seleção de alguns textos contidos na antologia organizada por Lifschitz. 


FICHA DO LIVRO

Título: Cultura, arte e literatura - textos escolhidosAs Ideias Estéticas de Marx
Autores:
Karl Marx e Friedrich Engels.

Editora: Expressão Popular
Páginas: 352
Ano: 2010

Gênero: Marxismo -Cultura - Crítica literária - Arte

ISBN:9788577431687
Ler Mais

Visão em paralaxe

Autor: Slavoj Zizek.

 Paralaxe – 1. deslocamento aparente de um objeto quando se muda o ponto de observação (Houaiss).

  A visão em Paralaxe é o mais rico trabalho teórico do filósofo esloveno Slavoj Žižek, classificado pelo próprio autor como sua obra-prima. A partir da noção de paralaxe - um efeito de aparente deslocamento do objeto observado devido à modificação na posição do observador-, Žižek desenvolve três campos de reflexão que se articulam. 

Na filosofia, Žižek faz um apanhado teórico de seus livros anteriores, relacionando conceitos de Lacan, Hegel e Marx. No campo da ciência, o esloveno enfatiza questões levantadas pela neurologia e as ciências cognitivas, além de aprofundar suas reflexões sobre a estrutura do sujeito a partir de seus estudos de psicanálise. E em relação à política, Žižek desenvolve a idéia de que o reconhecimento de antagonismos na ordem social constitui tarefa maior de nossos tempos. 

FICHA DO LIVRO

Título: Visão em paralaxe
Autor: Slavoj Zizek

Editora: Boitempo
Ano: 2008
Páginas: 512

Peso: 790 g

Gênero: Filosofia - Psicologia
 
ISBN: 978-85-7559-124-6
Ler Mais

Às portas da revolução

Autor: Slavoj Zizek.

Escritos de Lenin de 1917.

 Slavoj Žižek nos surpreende uma vez mais, rompendo a “solidão de Lenin”, que havia sido responsabilizado por tudo o que passou depois na URSS, desqualificado como líder e teórico do totalitarismo, reduzido à solidão. Prematuramente, segundo o pensador esloveno. 
Žižek se contrapõe ao consenso liberal – tão presente dentro da própria esquerda –, para resgatar o Lenin estrategista, que vai desde a oposição pacifista à guerra interimperialista de 1914 até o dirigente da virada revolucionária de 1917 – ‘o Lênin do qual ainda temos que aprender’, escreve ele. 
Aprender com o dirigente revolucionário que soube resistir ao consenso belicista que se havia imposto até à esquerda, que foi capaz de prever como as situações catastróficas preparam as condições de uma contra-ofensiva revolucionária e conseguiu promover as condições para que o desenvolvimento desigual e combinado do capitalismo fosse rompido no seu elo mais fraco – a Rússia. Que soube, conforme a percepção de Marx, descobrir o aspecto revolucionário na miséria do povo.


FICHA DO LIVRO

Título: Às portas da revolução
Autor: Slavoj Zizek

Editora: Boitempo
Ano: 2005
Páginas: 352

Peso: 560 g

Gênero: Filosofia - História - Política
 
ISBN: 85-7559-060-X
Ler Mais

Lacrimae Rerum

Autor: Slavoj Zizek.

Ensaios sobre cinema moderno.

 Lacrimae Rerum reúne um conjunto de ensaios de Slavoj Žižek sobre o cinema moderno, propondo um estudo aprofundado sobre as motivações de diretores renomados internacionalmente como Krzysztof Kieślowski, Alfred Hitchcock, Andrei Tarkovski e David Lynch, até do sucesso de bilheteria hollywodiano Matrix. 

 Zizek mostra imagens que são tão familiares quanto fabricadas, evidenciando como as histórias, mesmo que críticas, nos fornecem um panorama estático da realidade. São feitas de denúncias cínicas de mazelas, contra-balanceadas por uma crença irracional na ‘essência da situação’, de modo que a ficção concede legitimidade ideológica ao real. 

Acesse: http://pueblolivraria.com.br
Livro esgotado.


FICHA DO LIVRO

Título: Lacrimae Rerum
Autor: Slavoj Zizek

Editora: Boitempo
Ano: 2009
Páginas: 182

Peso: 310 g

Gênero: Cinema - Filosofia
 
ISBN: 978-85-7559-134-5
Ler Mais

Cinema Brasileiro Moderno

Autor: Ismail Xavier.

 Ismail Xavier, um dos principais críticos de cinema no Brasil, reúne neste livro três ensaios que condensam sua visão do percurso do cinema brasileiro entre os anos 1960 e os anos 1980, numa reflexão que privilegia as relações entre a estética, a política e o imaginário nacional. Autor das mais brilhantes análises de Glauber Rocha, ele apresenta aqui uma interpretação concisa da obra do cineasta. Resulta uma exploração original da idéia do cinema moderno e de sua configuração no Brasil.



  FICHA DO LIVRO

Título: Cinema Brasileiro Moderno
Autor
: Ismail Xavier

Editora
: Paz e Terra
Páginas
: 146

Gênero
: Cinema

ISBN:  
852190395
Ler Mais

A Experiência do Cinema

Autor: Ismail Xavier.

  Esta antologia reúne uma abrangente reflexão sobre o cinema, revelando a diversidade de análises que têm marcado o pensamento sobre a experiência cinematográfica. O livro trata de grandes temas e de questões técnicas específicas: desde as explicações básicas dos cineastas do princípio do século até as sínteses e novas propostas estéticas do pensamento contemporâneo. Os textos, inéditos em português, são de expressivos pensadores do fenômeno cinematográfico do mundo inteiro como: Sergei Eisenstein, Luis Buñuel, Jean Epstein e Jean-Louis Baudry, entre outros.


Acesse: http://pueblolivraria.com.br
 
FICHA DO LIVRO

Título: A Experiência do Cinema
Autor
: Ismail Xavier

Editora
: Paz e Terra
Páginas
: 484

Gênero
: Cinema

ISBN: 
9788570380784
Ler Mais

Vertov: o Homem e sua Câmera

  

 Vertov: o homem e sua câmera é um estudo e uma análise da obra do cineasta russo Dziga Vertov, que, em 1929, realizou seu principal filme, Um homem com uma câmera ou O homem da câmera, cujo tema, desenvolvido entre a ficção e o documentário, pode ser visto como o próprio cinema. Vertov, reconhecido como um dos grandes da arte cinematográfica, tem sua obra, iniciada ainda na década de 1910, pouco divulgada no Brasil. Em geral, enfoca assuntos caros ao recém-instituído regime socialista na Rússia, mas, diferentemente de seus colegas – Kuleshov, Pudovkin, Dovjenko e, sobretudo, Eisenstein, com quem divergia em relação às concepções estéticas –, seus filmes ultrapassam o contexto imediato, já que foi um experimentador, um inventor radical de formas. Assim, seu legado à contemporaneidade multiplica-se: de inovadoras concepções de montagem, com destaque para a “teoria dos intervalos”, cujas aplicações podem ser vistas na produção audiovisual de hoje, a questões como a dicotomia documentário x ficção, as potencialidades de lógicas alternativas para a narrativa e o princípio da metalinguagem. Acompanha este livro um DVD, gratuito, com bom material didático sobre os principais elementos da produção fílmica, a partir de trechos e reflexões sobre o filme Um homem com uma câmera.


Acesse: http://pueblolivraria.com.br


FICHA DO LIVRO

Editora: Mauad
Páginas: 128

Gênero: Cinema - Arte
 
ISBN9788574783192
Ler Mais

Grundrisse

Autor: Karl Marx.

Muito mais que “esboços” ou adiantamento da obra maior de Karl Marx, os três manuscritos econômicos de 1857-1858 que compõem os quase lendários Grundrisse constituem patrimônio das ciências humanas de inestimável valor. Parte de uma luta ideológico-política pela exclusividade do “verdadeiro” Marx, a obra somente veio à luz já na primeira metade do século XX, em virtude dos conflitos centrados no controle que o Partido Comunista da ex-URSS exerceu sobre os escritos não divulgados do filósofo alemão. Considerados inicialmente espécie de amostra ou work in progress do que viria a ser a obra central de Marx, sabe-se hoje que examinar os Grundrisse é como ter acesso ao laboratório de estudos de Marx no curso de sua extensa atividade intelectual, o que permite acompanhar a evolução de seu pensamento, as áreas específicas de interesse que deles se desdobram, e, sobretudo, compreender no detalhe o seu método de trabalho. 

 Publicada integralmente e pela primeira vez em português, esta obra crucial de Marx para o desenvolvimento de sua crítica da economia política consiste em três textos bastante distintos entre si em natureza e dimensão. O primeiro, que só mais tarde o filósofo intitularia “Bastiat e Carey”, foi escrito em um caderno datado de julho de 1857. O segundo, contendo o que seria uma projetada Introdução à sua obra de crítica à economia política, é de um caderno de cerca de trinta páginas, marcado com a letra M e redigido, ao que tudo indica, nos últimos dez dias de agosto de 1857. O terceiro manuscrito, e o mais extenso, compreende a obra póstuma de Marx que ficou conhecida como Esboços da crítica da economia política, ou simplesmente Grundrisse, conforme o título da edição alemã. Tal texto consiste em dois capítulos (“Capítulo do dinheiro” e “Capítulo do capital”) distribuídos em sete cadernos numerados de I a VII. Segundo Francisco de Oliveira, professor de sociologia da Universidade de São Paulo (USP), na capa do livro, “o vigoroso teórico pode ser justamente tido como um escritor de primeira plana; ele tinha, sem muita modéstia, inteira consciência de seu valor literário e, talvez por exagero – e que temperamento! –, tenha deixado na obscuridade muitos textos dos Grundrisse e que estão agora com os leitores do Brasil e de outras paragens para nossa delícia teórica e nossas elaborações na tradição marxista”.


FICHA DO LIVRO

Título: Grundrisse
Autor: Karl Marx 


Editora: Boitempo
Ano
: 2011
Páginas: 792

Peso: 1080 g.

Gênero: Economia - Marxismo

ISBN: 978-85-7559-172-7




Ler Mais

Educação de Jovens e Adultos


 Entendida como um campo vasto, pela perspectiva contemporânea de aprender por toda a vida, a educação de jovens e adultos não despreza o sentido da escolarização, que inclui a alfabetização, direito ainda apenas formal para diversos grupos e insuficiente como meta. Defende a educação básica e vai além.

Acesse: http://pueblolivraria.com.br


FICHA DO LIVRO
Páginas: 144

Gênero: Educação

ISBN:
9788561593186
Ler Mais

Escravizados e Livres

Autor: Marcelo Badaró Mattos.

  Escravizados e livres é o mais recente trabalho do historiador Marcelo Badaró Mattos. Seu objetivo é analisar a formação da classe trabalhadora carioca. Ao contrário do que tem sido produzido na historiografia, em sua abordagem os escravos e os trabalhadores livres não são pensados separadamente, mas em uma teia de relações que estabeleceram entre si. Daí o caráter inovador desse livro. O autor buscou na fase de transição entre as relações escravistas e assalariadas – mais precisamente entre meados do século XIX e início do XX – o período privilegiado para chegar até essas relações, seja conflituosa ou de solidariedade. Sua hipótese é que os trabalhadores precisavam superar suas diferenças internas – relações de trabalho, etnia, nacionalidade – para construir uma percepção de classe trabalhadora, entendendo que, para além das diferenças, o que os unificava era o fato de serem explorados. Em Escravizados e livres o leitor vai encontrar uma pesquisa de fôlego, exposta de maneira clara. Nas palavras de Virgínia Fontes, historiadora da Universidade Federal Fluminense, o livro “constitui-se obra de leitura obrigatória para historiadores e todas as áreas de ciências humanas que investigam a organização do trabalho e a correlação entre condições objetivas de vida e formas da produção da consciência social”.
 



FICHA DO LIVRO


Editora: Bom Texto
Páginas: 240



ISBN: 9788587723741
Ler Mais

As Ideias Estéticas de Marx

Autor: Adolfo Sánchez Vázquez.

 Conhecendo a riqueza, a complexidade e as formas contraditórias que definem a arte moderna, o autor tratou neste livro não só de fazer um levantamento das concepções de arte tal como foram formuladas por Marx, mas também de aplicá-las imediatamente, na qualidade de instrumentos capazes de explicar a arte contemporânea na sua multiplicidade de aspectos.


Acesse: http://pueblolivraria.com.br


FICHA DO LIVRO


Título: As Ideias Estéticas de Marx
Autores: Adolfo Sánchez Vázquez

Editora: Expressão Popular
Páginas: 272

Gênero: Marxismo - Estética - Arte

ISBN: 978-85-7743-178-6
Ler Mais

Abraços que Sufocam

 E outros ensaios sobre a liberdade.

 Abraços que sufocam, de Roberto Espinosa, é composto por artigos publicados em jornais e revistas, sobretudo em seu periódico Primeira Hora. Nos textos, o autor aborda temas como a apatia dos movimentos populares após a redemocratização do país, a conjuntura latino-americana, a decadência do social-corporativismo no Leste Europeu e relembra aspectos e personagens da luta armada contra a ditadura militar.

Roberto Espinosa narra também situações do período em que foi preso político, entre 1969 e 1973. Segundo ele, todos os textos são retornos às suas raízes, em Osasco, na Grande São Paulo.

Abraços que sufocam retoma antigas e profundas questões que marcaram a geração que se embalou nos sonhos libertários e igualitários dos anos 1960, buscando desvendar o sentido da ação e da militância políticas, em especial daquela que, mesmo comprometida com a justiça e a mudança social, acabou por desviar-se e perder-se de seu caminho.







FICHA DO LIVRO

Título:  Abraços que Sufocam
Autor: Roberto Espinosa


Editora: Boitempo
Ano
: 2000
Páginas: 248


ISBN: 85-85934-50-6
Ler Mais

Walter Benjamin: Imagens

Autores: Carlos Pernisa Jr, Fernando Furtado, Nilson Al.
  
 A imagem em Walter Benjamin é parte de um processo de construção de linhas de pensamento. Transformada em palavra_ou até feita das próprias palavras_,a imagem torna-se integrante de uma maneira de Benjamin compreender o mundo. Ele não só pensa por meio de imagens, ele também pensa com imagens.
 Walter Benjamin destacou que logo nos primeiros anos da invenção do Daguerreótipo já se vislumbrava a possibilidade de utilizar a técnica fotográfica com fins lucrativos. Assim, há fenômenos que atualmente se impõem avassaladores e merecem análise que vá além daquela que estuda as técnicas empregadas pelos publicitários na vulgarização dos “daguerreótipos da contemporaneidade”: o “sistema digital” na manipulação de verossimilhança(s) pela indústria cultural e os desafios que daí se sucedem como a perda da memória, a (re)produtibilidade de acontecimentos como mero valor de troca (e não como valor de uso) e os infindáveis recursos digitais que afastam o produtor do objeto numa espécie de alienação por mecanismo de telerrealidade.
Acesse: http://pueblolivraria.com.br

FICHA DO LIVRO

Título: Walter Benjamin: Imagens
Autor:
Carlos Pernisa Jr, Fernando Furtado, Nilson Al.

Editora: Mauad
Páginas:84

GêneroFilosofia - Cultura
 
ISBN9788574782065
Ler Mais

Evidências do Real


 Autor: Susan Willis.

 Os Estados-Unidos pós-11 de setempo.

 Evidências do real não é apenas mais um livro sobre os Estados Unidos pós-11 de Setembro. Trata-se de um estudo das relações entre a história, a realidade norte-americana atual e a produção cultural que eclodiu tendo como objetivo conter a crise deflagrada pelos atentados terroristas.

A obra fura o bloqueio da censura imposta pelo governo Bush a todos que pretenderam emitir críticas ou opiniões contrárias ao conjunto de medidas tomadas após os atentados, medidas essas já amplamente analisadas por intelectuais de outros países. Evidências do real traz o olhar de Susan Willis, estudiosa norte-americana de cultura popular, diretamente do olho do furacão.

O cotidiano da população dos Estados Unidos, segundo a autora, está relacionado a uma série de ficções culturais populares, veiculadas pelos meios de comunicação de massa e engolidas sem maiores reflexões. Exemplos como a produção do baralho “Ases do mal”, com as figuras dos “terroristas mais procurados”, e programas governamentais que pretendem transformar cidadãos comuns em espiões de vizinhos dizem muito sobre a conjuntura do país. Mais ainda quando a análise aproveita os mesmos elementos utilizados nessas construções. O livro, segundo Willis, “desmonta a cultura com as armas da cultura”.

Os ensaios que compõem esta obra preservam uma linguagem que procura capturar a forma de expressão norte-americana. Tomam como ponto de partida, eventos ou fenômenos que tenham sido tratados de modo trivial ou reducionista. Abordam temas como patriotismo de massa, o fenômeno do antraz no contexto do consumo de massa, canção popular, governo paralelo, estatuto do risco e violência.

Willis demonstra que, por mais banais e aleatórios que pareçam, esses elementos são evidências da realidade histórica norte americana. Nas palavras da autora, “o livro é uma cartilha sobre os modos de ler tais evidências como indicadores da nossa realidade”. Orelha de Slavoj Žižek.





FICHA DO LIVRO

Título:  Evidências do Real
Autor: Susan Willis


Editora: Boitempo
Ano
: 2008
Páginas: 128


Peso: 180g.

Gênero: História - Cultura - Política
 
ISBN: 978-85-7559-110-9
Ler Mais

História das Lutas dos Trabalhadores no Brasil

  
 Este livro é o resultado de muita leitura entre uma fuga da polícia e um congresso de trabalhadores. Foi construído durante longos anos de luta coletiva de centenas e milhares de companheiros.


Acesse: http://pueblolivraria.com.br


FICHA DO LIVRO

Editora: Mauad
Páginas:312

ISBN 978-85-7478211-9
Ler Mais

Laços Financeiros na Luta Contra a Pobreza

Autor: Ricardo Abramovay (Org).


 Este livro traz um conjunto de estudos de casos regionais extraordinariamente informativos. Eles perpassam diversas disciplinas e revelam o complexo – e, em grande parte, oculto – mundo das transações financeiras entre os pobres rurais. Estas transações são amplamente difundidas e se apóiam nas necessidades dos domicílios pobres por liquidez, poupança e seguros, que são tanto mais importantes quanto maior a pobreza das famílias, tanto em suas estratégias de consumo como em virtude da pluriatividade que marca suas iniciativas de geração de renda. Não conheço qualquer outro estudo tão detalhado sobre as informações financeiras dos pobres e com tanto rigor analítico. O livro mostra que retirar as transações da rede tradicional de relações sociais que envolve os pobres vai requerer importantes inovações institucionais, que, em grande medida, estão sendo levadas adiante.



FICHA DO LIVRO

AutorRicardo Abramovay (Org).

Editora: Annablume
Páginas: 246
Formato: 14x21 cm

Gênero: Economia - Política

ISBN: 85-7419-470-0

Índice

Apresentação - Paul Singer

I - Introdução Geral 
A densa vida financeira das familias pobres- Ricardo Abramovay

II - Experiências e Diversidade

As demandas financeiras dos agricultores do sertão do Pajeú - Mônica Schröder

Crédito rural e economia solidária no Sub-Médio São Francisco - Julio Cesar Lima Dias e João Helder Diniz
Diversidade dos serviços financeiros no Cariri Cearense - Rodrigo Gravina Prates Junqueira
 
O cooperativismo de crédito mútuo em Chapecó - Bonnie Brusky

III - Rumos
Planejamento de serviços financeiros para famílias de baixa renda - Reginaldo Sales Magalhães
Ler Mais

Dez Lições sobre o Romance Inglês do Século XVIII

 Como um gênero popular, plebeu e mal-visto como o romance, recém-chegado à cena literária e por isso sem nenhuma tradição, pôde começar a se impor na Inglaterra do século XVIII?

Em Dez lições sobre o romance inglês do século XVIII, Sandra Vasconcelos traça um panorama da formação e da ascensão do romance até sua transformação no grande gênero que, assumindo um lugar proeminente no século XIX, iria dar ao homem comum posição de destaque na literatura universal.

Agente de afirmação das aspirações e dos valores das classes comerciais e industriais, palco do embate mas também das conciliações de interesses da aristocracia e da burguesia emergente, o romance surgiu na Inglaterra do século XVIII como um gênero literário novo, cuja maleabilidade formal abria possibilidades inauditas para dar conta da nova ordem social inglesa.

Desprezado pelos homens de letras pela sua falta de vínculos com as formas clássicas e pela sua bastardia, considerado frívolo, pernicioso e subversivo pelos defensores da moralidade, o romance teve de empunhar armas para se estabelecer e se consolidar na cena literária, envolvendo nesse processo autores, leitores e críticos.

Para descrever fenômeno tão complexo, multiforme e múltiplo, é preciso lançar mão, portanto, de ângulos diversificados, na tentativa de melhor explicá-lo ou compreendê-lo. Esse é o modus operandi de Dez lições, cujo principal objetivo é oferecer ao leitor brasileiro, especializado no assunto ou não, uma introdução que lhe permita explorar questões fundamentais a respeito da ascensão e da formação do romance como gênero.





FICHA DO LIVRO

Título:  Dez Lições sobre o Romance Inglês do Século XVIII
Autor:
Sandra Guardini Vasconcelos

Editora: Boitempo
Ano
: 2002
Páginas: 168

Peso: 270g.

Gênero: Crítica Literária - Letras

ISBN: 85-7559-013-8



Ler Mais

A Devassa da Devassa

Autor: Kenneth Maxwell.
 A Inconfidência Mineira - Brasil e Portugal [1750-1808]

 Adaptação, crise e reestruturação imperial é o tema central deste livro, o primeiro do historiador e brasilianista Kenneth Maxwell. Nesta obra, o autor analisa o episódio da Inconfidência Mineira a partir do ponto de vista dos movimentos sociais e econômicos de seu tempo, e mostra de que forma esse episódio de cisão com o império foi ditado por forças estruturais, e não apenas pelo protagonismo de personagens históricos. O texto revê, com base em extensa pesquisa fundamentada e em ampla documentação, a cronologia da Inconfidência. Ao examinar a situação econômica e política da coroa portuguesa e as conseqüências desses fatores e de sua dependência em relação à Inglaterra sobre a elite colonial, redimensiona o papel dessa elite na conjuração. A obra de Maxwell revisa a versão oficial, tradicionalmente estudada nas escolas, oferecendo outra interpretação, tornando possível a abordagem dos fatos históricos em torno da Inconfidência de forma crítica.

Esta reedição ampliada e ilustrada apresenta um novo caderno de fotos, que funciona como um roteiro imagético da história. Os mapas e os documentos aqui reproduzidos enriquecem de forma contundente a compreensão do período.




FICHA DO LIVRO
Ano: 2009
Páginas: 496
Peso: 700 grama
Formato: 16 x 25 cm


Gênero: História

ISBN: 9788577531028
Ler Mais

Lacan e a Formação do Psicanalista


 Os textos aqui reunidos mapeiam a história e a estrutura da formação do psicanalista, bem como demarcam as principais balizas da análise, do ensino e da supervisão relacionados a ela. Seu conjunto certamente é referência fundamental para o tema e deve interessar tanto a quem fala como a quem escuta palavras que, transferidas, deixam de ser o que pareciam e se põem a nos transformar.
Acesse: http://pueblolivraria.com.br


FICHA DO LIVRO

Editora: Contra Capa
Páginas: 288


Gênero: Psicologia

ISBN: 5-7740-013-1
Ler Mais

Chiapas: construindo a esperança


  A evolução tensa dos acontecimentos referentes a Chiapas nos últimos anos é contada em uma cronologia histórica, ao final do volume. O livro reproduz também mapas e dados geográficos, históricos e econômicos do México atual. Em um momento em que a questão da terra - e de sua distribuição - provoca tantas e tão polêmicas controvérsias, e em que o México (bem como o Brasil) convive com o afloramento de movimentos sociais de reconhecida importância, a publicação de Chiapas: construindo a esperança faz conhecer o que está acontecendo no México desde que apareceu no cenário histórico latino-americano o movimento zapatista. Como indica o professor Osvaldo Coggiola, no prefácio do livro, "documentando a 'história imediata', este livro se constitui num subsídio para o futuro".



FICHA DO LIVRO
Ano: 2002
Páginas: 381
Formato: 13 x 23 cm

Gênero: História - Política

ISBN: 8521904525
Ler Mais

Compre aqui na Banca Livraria Popular através do PagSeguro-UOL