Pesquisa

Aviso
Devido ao processo de migração da Banca Livraria Popular para o site da Pueblo Livraria, pedimos para enviar e-mail confirmando a disponibilidade dos livros antes de compra-los por este blog.

Lutas de Classes na Alemanha



 Lutas de classes na Alemanha é o nono volume da coleção Marx e Engels, na qual a Boitempo vem publicando a obra dos dois pensadores em traduções inéditas, feitas diretamente do alemão. Com prefácio de Michael Löwy e tradução de Nélio Schneider, esse livro reúne pela primeira vez alguns dos principais textos redigidos por Marx e Engels sobre as lutas de classes na Alemanha – textos que visavam não só interpretar a realidade social e política mas também transformá-la, para retomar a famosa Tese XI sobre Feuerbach.

Os documentos incluídos nesse pequeno volume – “Glosas críticas ao artigo ‘O rei da Prússia e a reforma social. De um prussiano’”; “Reivindicações do Partido Comunista da Alemanha” e “Mensagem do Comitê Central à Liga [dos Comunistas]” – são bastante distintos, mas se caracterizam todos por uma formidável lucidez política. O fio condutor dos três é o mesmo: a luta de classes na Alemanha entre explorados e exploradores, oprimidos e opressores, a dialética entre revolução social e política.

O livro é composto de textos raramente publicados, selecionados com o auxílio do filósofo Michael Löwy e nunca antes reunidos em uma mesma edição. A exemplo da obra Lutas de classes na França: 1848 a 1850, no qual Marx reuniu escritos sobre os combates franceses, esse volume contempla análises suas e de Engels acerca da experiência alemã. São textos produzidos no calor da hora, conclamando os leitores de então a participar ativamente das transformações sociais em curso, e foram escritos por Marx e Engels na juventude, quando ambos contavam com 25 a 30 e poucos anos.


FICHA DO LIVRO

Título: Lutas de Classes na Alemanha
Autor: Karl Marx
e Friedrich Engels

Editora: Boitempo
Ano
: 2011
Páginas: 176

Peso: 160 g

Gênero: Ciências Sociais - História - Marxismo

ISBN: 978-85-7559-149-9



Ler Mais

Sobre a Questão Judaica

Autor: Karl Marx.

 Em um de seus mais notáveis livros, Sobre a questão judaica, Karl Marx realiza reflexões sobre as condições dos judeus alemães em meados do século XIX e estabelece propostas para a solução de suas questões concretas. Mais do que a análise de uma conjuntura específica, esta obra traduz a passagem definitiva de Marx para o materialismo histórico e o comunismo, se tornando assim uma leitura fundamental para a apropriação de seu legado.

Neste ensaio, Marx critica a teorização sobre a tentativa de emancipação política por parte dos judeus na Prússia realizada em dois estudos de autoria de outro jovem hegeliano, Bruno Bauer – cuja produção serve de base para Marx realizar sua própria análise dos direitos liberais (os dois estudos de Bauer estão disponíveis no blog da Boitempo: www.boitempoeditorial.wordpress.com). Publicado em Paris no ano de 1844, no único número dos Anais Franco-Alemães, o texto reflete sobre a incapacidade de Hegel para resolver a questão da relação da sociedade civil burguesa com o Estado.

A obra marca, assim, um momento crucial da mudança intelectual e política de Marx que desembocaria na sua teorização sobre a luta de classes e a revolução permanente. O livro reúne ainda cartas trocadas por Marx e Arnold Ruge, publicadas nos Anais, além de um prefácio e um ensaio do filósofo francês Daniel Bensaid, recentemente falecido, que atualizam a discussão a respeito da “questão judaica” e suas reflexões, discutindo com profundidade questões teóricas apontadas por Marx e também elucidando polêmicas, rejeitando por exemplo os vestígios de “anti-semitismo” ou “totalitarismo” encontrados por alguns nesta obra.

FICHA DO LIVRO

Título: Sobre a Questão Judaica
Autor: Karl Marx 


Editora: Boitempo
Ano
: 2010
Páginas: 144

Peso: 250 g

Gênero: Filosofia - Marxismo

ISBN: 978-85-7559-144-4



Ler Mais

Banca Livraria Popular no VI Simpósio Questao Agraria e 1° Forum de Saúde do Trabalhador na Agroindustria Canavieira

Aproveite a Banca Livraria Popular 
em Franca-SP.

Entre os dias 26 e 28 de abril de 2011, estaremos com nossa banquinha no IV Simpósio Questão Agrária e 1º Fórum de Saúde do Trabalhador na Agroindústria Canavieira, que ocorrerá em Franca-SP.

Estarão em exposição livros da editora Expressão Popular que possui em seu catálogo edições com preços entre R$ 3,00 e 30,00.

Também estaremos com livros das editoras Boitempo, Alameda, Paz e Terra, Annablume, Cortez, Graal, Edunioeste, Xamã e Deriva.

O Evento ocorrerá na Unesp - Campus Franca. Localizado na Av. Eufrásia Monteiro Petráglia, n. 900
Jardim Dr. Antonio Petráglia. Franca, São Paulo.


Exibir mapa ampliado
Ler Mais

O 18 de brumário de Luís Bonaparte

Autor: Karl Marx.

 Décimo título da coleção Marx-Engels da Boitempo Editorial, O 18 de brumário de Luís Bonaparte traz a célebre análise de Karl Marx sobre o processo que levou da Revolução de 1848 para o golpe de Estado de 1851 na França. Escrito no calor dos fatos, entre dezembro de 1851 e fevereiro de 1852, teve sua primeira publicação em maio de 1852, com o título Der 18te Brumaire des Louis Napoleon, na estreia da revista alemã Die Revolution. A tradução brasileira tem por base a segunda edição, revisada por Marx em 1869, em Hamburgo.

Nesse texto fundamental, o filósofo desenvolve o estudo do papel da luta de classes como força motriz da história e aprofunda a teoria do Estado, sobretudo demonstrando que todas as revoluções burguesas apenas aperfeiçoaram a máquina estatal para oprimir as classes. Embasado por essa observação, Marx propõe, pela primeira vez, a tese de que o proletariado não deve assumir o aparato existente, mas desmanchá-lo.

A publicação de O 18 de brumário de Luís Bonaparte é também enriquecida com um texto de Herbert Marcuse inédito em português, escrito para a edição de 1965 da editora Insel (Frankfurt).

FICHA DO LIVRO

Título: O 18 de brumário de Luís Bonaparte
Autor: Karl Marx 


Editora: Boitempo
Ano
: 2011
Páginas: 176

Peso: 296 g

Gênero: Política - História - Marxismo

ISBN: 978-85-7559-171-0



Ler Mais

Retorno do caracol à sua concha

Autor: Henrique T. Novaes (Org).


 Como deve se equacionar a produção das cooperativas com os imperativos destrutivos do mercado capitalista? Quais são os avanços e recuos nas lutas das fábricas recuperadas / ocupadas, os limites e as possibilidades de desmercantilização num contexto onde tudo se transforma em mercadoria?

 Quais são as relações entre as forças produtivas, as relações sociais de produção e a necessidade do planejamento global numa possível e necessária transição para além do capital?
Estas são algumas das questões centrais presentes neste livro que traz seis textos sobre o tema, explorando especialmente as contribuições diferenciadas de Paul Singer e de István Mészáros.

FICHA DO LIVRO

Título: Retorno do caracol à sua concha
Autor: Henrique T. Novaes (Org).

Editora: Expressão Popular
Páginas: 224

Gênero: Sociologia - Ciências Sociais
ISBN: 9788577431755
Ler Mais

Cultura e Psicanálise


Herbert Marcuse (1898-1979) foi junto com Max Horkheimer e Theodor W. Adorno, um dos expoentes da Escola de Frankfurt e um dos criadores da Teoria Crítica da sociedade - um desenvolvimento inovador da teoria marxista voltado para a análise crítica dos fenômenos culturais do capitalismo tardio. Os ensaios aqui publicados tratam de temas como a função ideológica da cultura e a dominação dos indivíduos pela tecnociência a serviço do capital. O último deles, pela primeira vez publicado no Brasil, inspira-se na psicanálise para rejeitar a noção ocidental de progresso como desenvolvimento das forças produtivas. Esta pequena mas significativa amostra da obra de Marcuse revela um pensador radical, rigoroso e criativo, preocupado em construir uma alternativa política ao mundo mercadoria. 


FICHA DO LIVRO


Editora: Paz e Terra
Ano: 2010
Páginas: 126
Formato: 12x17 cm

Gênero: Psicologia - Filosofia

ISBN: 9788577531240

Ler Mais

Pedagogia da Autonomia

Autor: Paulo Freire.

 Saberes necessários à prática educativa.

 Pedagogia da Autonomia de Paulo Freire é um livro de poucas páginas, mas de uma densidade de idéias pouco vista em qualquer outra de suas obras. Este seu poder de síntese demonstra sua maturidade, lucidez e vontade de, com simplicidade, abordar algumas das questões fundamentais para a formação dos educadores(as), de forma objetiva. Pedagogia da Autonomia não é um livro a mais da extensa obra de Paulo. É o livro que sintetiza a sua pedagogia do oprimido e o engrandece como gente. É o livro-testamento de sua presença no mundo. Ofereceu-se nela por inteiro na sua grandeza e inteireza. 

FICHA DO LIVRO

Autor: Paulo Freire.

Editora: Paz e Terra
Ano: 2011
Edição: 43ª reimpressão
Páginas: 144
Formato: 13.5x28 cm
Peso: 100 g

Gênero: Educação

ISBN: 9788577531639


Ler Mais

Cultura e Política


Roberto Schwarz (1938-) é maior representante da crítica dialética no Brasil. Nestes textos se pode acompanhar a trajetória de intervenções sempre decisivas no debate intelectual. Sob seu crivo, relações entre cultura e política, o peso do influxo externo, a possível contribuição do intelectual estrangeiro, a história do Brasil estruturada na experiência literária, todos esses tópicos cruciais alcançam finalmente poder de revelação. Sua leitura esclarece o que está de fato em jogo a cada episódio da nossa vida cultural. 


FICHA DO LIVRO


Editora: Paz e Terra
Ano: 2009
Edição: 3º
Páginas: 192
Formato: 12x17 cm

Gênero: Letras

ISBN: 8521903936
Ler Mais

Pedro Páramo

Autor: Juan Rulfo.

"Vim a Camola, porque me disseram que aqui vivia meu pai, um tal de Pedro Páramo. Minha mãe que disse. E eu prometi que iria vê-lo quando ela morresse". Pedro Páramo, é homem poderoso, a quem todos temem e obedecem. Todos? Comala é uma cidade vazia. Os vivos, se existem, já não dão conta de rezar pelos mortos que agora a povoam com as histórias de suas almas tristes, que vagam penando com suas lembranças. Em linguagem simples e metáforas claras, numa construção narrativa crescentemente selvagem, em que os silêncios dizem mais que as palavras e as seqüências se interrompem e retomam num fluxo livre, como memórias desgarradas, Juan Rulfo nos leva a mergulhar e nos dissolver, com o narrador, no turbilhão dos sentimentos de todo um povoado em torno desse grande senhor Pedro Páramo. 


FICHA DO LIVRO

Título: Pedro Páramo
Autor: Juan Rulfo

Editora: Paz e Terra
Ano: 1997
Páginas: 162
Formato: 10,5x13,5 cm

Gênero: Literatura Estrangeira

ISBN: 8521902360

Ler Mais

O Fantasma de Canterville / O Príncipe Feliz

Autor: Oscar Wilde.

Oscar Wilde (1856-1900) é um dos grandes escritores irlandeses. Dotado de personalidade sagaz e irreverente, é tão famoso por suas tiradas brilhantes quanto por suas peças, romances - é dele O retrato de Dorian Gray - e contos. "Apenas a mediocridade, progride, o artista se move em um ciclo de obras-primas, a primeira tão perfeita quanto a última", disse Wilde. Os dois contos reunidos neste volume dão notícia dessa perfeição e do encanto desse esteta que escandalizou a Inglaterra vitoriana.


FICHA DO LIVRO

Título: O Fantasma de Canterville / O Príncipe Feliz
Autor: Oscar Wilde

Editora: Paz e Terra
Ano: 2000
Páginas: 72
Formato: 10,5x13,5 cm

GêneroLiteratura Estrangeira

ISBN: 8521902026
Ler Mais

A Santa Joana dos Matadouros



Aos quarenta anos da morte de Bertolt Brecht (1898-1956) a edição de A Santa Joana dos Matadouros acompanhada de estudo crítico de Roberto Schwarz, é uma homenagem a um dos mais significativos escritores deste século. Parodiando clássicos da literatura alemã como A Virgem de Orleans, de Schiller e O Segundo Fausto, de Goethe, pode-se dizer que a peça constitui uma análise de crise econômica de 1929, quando o excesso de produção levou os industriais a uma dependência total e absoluta das bruscas oscilações da bolsa de valores de Wall Street. Ao desnudar as contradições a peça encena a verdade da economia política sob o capitalismo. 


FICHA DO LIVRO

Título: A Santa Joana dos Matadouros
Autor: Bertolt Brecht

Editora: Paz e Terra
Ano: 1997
Páginas: 192
Formato: 10,5x13,5 cm

Gênero: Teatro - Literatura Estrangeira

ISBN: 8521901771

Ler Mais

Territorialidades e diversidade nos campos e nas cidades latino-americanas e francesas



 Os Encontros Nacionais de Geografia Agrária são um dos mais importantes e antigos eventos acadêmicos da Geografia, revitalizando os debates na área desde 1978, com um número sempre crescente de participantes e de trabalhos apresentados. O ENGA tem se constituído em um marco importante na história dos encontros nacionais de geografia agrária.

  O presente livro apresenta a contribuição de pesquisadores que participaram do XIX ENGA, realizado em São Paulo em 2009, o XX ENGA realizado em Francisco Beltrão em 2010 e o I SINARUB, ocorrido em São Paulo em 2006, bem como as contribuições de pesquisadores da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Assim, os textos, que integram essa coleção, procuram contemplar as mais recentes discussões no âmbito da Geografia Agrária e contribuir com o debate sobre as recentes transformações no espaço rural brasileiro.


FICHA DO LIVRO


Páginas: 408
Ano: 2011
Edição: 1ª

Gênero: Geografia

ISBN: 978-85-64421-02-8

Ler Mais

As cidades entre o real e o imaginário



 Este livro apresenta distintos trabalhos sobre a cidade, escritos por ex-alunos orientados pelo Prof. Dr. Francisco Capuano Scarlato, para realizar suas teses de doutorado, no Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo.


FICHA DO LIVRO


Páginas: 302
Ano: 2011
Edição: 1ª

Gênero: Geografia

ISBN: 8788577431748
Ler Mais

A formação integrada do trabalhador



Desafios de um campo em construção 

  A perspectiva de integração entre Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Educação Profissional (EP), duas modalidades de educação historicamente distintas, é recente nas políticas educacionais brasileiras. A integração entre EJA e EP não é tarefa fácil e de curto prazo, pois essas duas modalidades de educação constituíram, em geral, como realidades e campos distintos no âmbito da educação escolar brasileira, embora lidassem com um segmento social em particular: os que vivem do trabalho e que se veem, crescentemente, excluídos do mercado de trabalho, dado ao desemprego estrutural e às crescentes exigências de qualificação.

 Acesse: http://pueblolivraria.com.br

FICHA DO LIVRO


Título: A formação integrada do trabalhador
Autores: Maria Margarida Machado e João Ferreira Oliveira (org.)

Editora: Xamã


Páginas: 190

Gênero: Educação, Trabalho

ISBN: 978-85-7587-112-6
Ler Mais

Infoproletários

Autor: Ricardo Antunes e Ruy Braga (org.)

 Degradação real do trabalho virtual.

 Infoproletários evidencia a associação oculta entre o uso de novas tecnologias e a imposição de condições de trabalho do século XIX em um dos setores considerados como mais dinâmicos da economia moderna, o informacional. Ao contrário do que é prometido pelos entusiastas deste novo segmento, os trabalhadores vivenciam uma tendência crescente de alienação do trabalho em escala global. A obra reúne uma série de ensaios que esquadrinham diferentes aspectos da rotina e do modo de vida daqueles que, apesar de frequentemente arruinarem suas vozes ao transformá-las em poderosos instrumentos de acumulação de capital, raramente são ouvidos.

A classe trabalhadora é retratada neste livro em duas representações polarizadas. De um lado, aparecem os operadores de telemarketing. Globalizados em sua relação social, totalizados em sua subordinação, monitorados em cada um de seus movimentos, punidos por cada infração às regras, resumem e simbolizam os novos trabalhadores atrelados ao resplandecente, porém inatingível, mundo do consumo. Sua imaginação é totalmente circunscrita e dirigida pelo capitalismo.

Já em outro extremo estão os aristocratas do cibertrabalho, os programadores de software, gabando-se e desfrutando de sua autonomia enquanto se movem em espiral pelo espaço e pelo tempo. Eles não são menos prisioneiros da própria individualidade, intoxicados por seu ilusório empreendedorismo.




FICHA DO LIVRO

Autora: Ricardo Antunes e Ruy Braga (org.)

Editora: Boitempo
Ano: 2009
Páginas: 256
Peso: 410 g


ISBN: 978-85-7559-136-9
Ler Mais

A Máquina Automotiva em suas partes

Autor: Geraldo Augusto Pinto.


Um estudo das estratégias do capital na industria de autopeças.

 A emergente gestão do uso e da remuneração da força de trabalho em plena reestruturação capitalista, um tema crucial na incômoda questão do trabalho, é o ponto de partida para o professor Geraldo Augusto Pinto identificar em seu novo livro, A máquina automotiva em suas partes: um estudo das estratégias do capital na indústria de autopeças (Boitempo Editorial), o que representam os avanços da gestão flexível do trabalho numa economia periférica e dependente como a brasileira.

Defendido como tese de doutorado no IFCH/Unicamp, com bolsa da Fapesp, o livro apresenta um estudo detalhado sobre os resultados do processo de reestruturação produtiva, inspirado por elementos do toyotismo, modelo de flexibilização do emprego assalariado, adotado por indústrias transnacionais, em conseqüência da conjuntura de crise do taylorismo e fordismo pós-década de 1970. A partir de uma pesquisa recente numa transnacional de autopeças e bens de capital em Campinas (SP), o autor constata que a indústria brasileira articula uma série de contradições na prática da gestão flexível que frequentemente resulta em adoecimento dos trabalhadores e trabalhadoras. Um dos principais fatores responsáveis por isso, segundo ele, é a adaptação conveniente desse modelo global de produção ao regime de trabalho de países da periferia do capitalismo, já amplamente flexível, que estimula a demissão sem justa causa e constrange a democracia laboral.

Outro objetivo da pesquisa foi esclarecer a atuação do Estado brasileiro ao oferecer amparo aos interesses das corporações oligopólicas transnacionais da indústria automotiva, em detrimento da classe trabalhadora e mesmo de frações da burguesia nacional, como o empresariado do setor de autopeças.


FICHA DO LIVRO

Título: A Máquina Automotiva em suas partes
Autora: Geraldo Augusto Pinto

Editora: Boitempo
Ano: 2011
Páginas:192

Gênero: Ciências Sociais, Trabalho

ISBN: 978-85-7559-168-0

Ler Mais

Ruy Mauro Marini - Vida e Obra



 Ruy Mauro Marini, militante e intelectual, fez parte de um grupo de brasileiros que, na década de 1960, remando contra a maré dominante do marxismo centrado na Europa, buscou novas interpretações para as causas do subdesenvolvimento e da exploração capitalista na América Latina. O resultado foi a Dialética da Dependência, uma explicação das particularidades históricas da dependência e a necessidade da revolução como elemento central da atuação da classe oprimida. Livro adotado em cursos de Economia.

FICHA DO LIVRO

Título: Ruy Mauro Marini - Vida e Obra
Autor: Roberta Traspadini e João Pedro Stedile (org.)

Editora: Expressão Popular

Páginas: 304

GêneroEconomia

ISBN: 85-87394-82-7
Ler Mais

História da Sexualidade - Vol 3 - O cuidado de si

Autor: .

Foucault vai até a Antiguidade clássica, do império greco-romano, durante os dois primeiros séculos de nossa era, para investigar as reflexões morais sobre o sexo, a relação com o precursor da moral cristã - o prazer sobre profundas alterações, ganhando força o ideal de suportar a privação do sexo, limitando-se seu uso ao casamento e à procriação.


Acesse: http://pueblolivraria.com.br

FICHA DO LIVRO

Título: História da Sexualidade - Vol. 3 - O cuidado de si.
Autor:

Editora: Graal
9ª Edição: 2007
Páginas: 246

Gênero: Filosofia

ISBN: 9788570380760

Tradução: Maria Thereza da Costa Albuquerque
Ler Mais

História da Sexualidade - Vol 2 - O uso dos prazeres

Autor: .

 Neste volume, Foucault realiza uma interpretação das concepções sobre a sexualidade na Grécia clássica, com base nos textos de seus dramaturgos, historiadores e filósofos. Ele analisa como se formou o "homem do desejo" e coloca importantes questões sobre a formação da moral. Demonstra também que a moral na Antiguidade nada tinha a ver com a maldição da carne preconizada pelo Cristianismo.



FICHA DO LIVRO


Editora: Graal

13ª Edição: 2010
1ª Reimpressão: 2010
Páginas: 334

Gênero: Filosofia

ISBN: 9788570380753

Tradução: Maria Thereza da Costa Albuquerque
Ler Mais

O Poder da Ideologia

Autor: István Mészáros.


 A Boitempo traz o clássico da teoria social contemporânea O poder da ideologia, de István Mészáros, um dos principais pensadores marxistas da atualidade. Com edição cuidadosa, o livro possui nova tradução para o português feita por Paulo Cezar Castanheira e uma introdução inédita, onde Mészáros discute o neoliberalismo, o momento atual da luta socialista, o Fórum Social Mundial e a necessidade da reconstrução de uma solidariedade internacional da classe trabalhadora.

Em O poder da ideologia, o autor de Para além do capital transita do abstrato ao real, do global ao local, do passado ao presente com impressionante força e densidade, dissecando de forma crítica o pensamento de alguns dos ícones da academia na atualidade, como Jürgen Habermas, Max Weber e Theodor Adorno.

Avalia o movimento socialista, de suas origens à socialdemocratização dos partidos comunistas, situando a ideologia em seu próprio contexto histórico e sublinhando suas funções transformadoras. Mészáros também combate os mitos da neutralidade ideológica e da pureza científica, ao analisar o papel da ciência como legitimadora de interesses ideológicos, e expõem a importância de uma ideologia da emancipação para superar o capitalismo.


FICHA DO LIVRO



Editora: Boitempo
Ano: 2004
Páginas: 568
Peso: 870 g

Gênero: Ciências Sociais,

ISBN: 978-85-7559-056-0

Ler Mais

Introdução à Filosofia de Marx



Os homens são o que eles se fazem a cada momento histórico. A reprodução da sociedade burguesa produz individualidades essencialmente burguesas. Contudo, reconhecer esse fato não significa afirmar que a essência mesquinha do homem burguês seja a essência imutável da humanidade. Demostra Marx que , tal como a humanidade se fez burguesa, ela também pode se fazer comunista. Por isso, dizem os revolucionários, o capitalismo não é o fim da história.
Entre a sociedade burguesa e a sociedade comunista não há nenhum outro obstáculo senãos as próprias relações sociais.

FICHA DO LIVRO


Páginas: 128

Gênero: Marxismo, Filosofia

ISBN:
978-85-7743-073-4


Ler Mais

Microfísica do Poder

Autor: Michel Foucault.




  A Medicina, a Psiquiatria, a Justiça, a Geografia, o corpo, a sexualidade, o papel dos intelectuais, o Estado são analisados por Foucault em vários artigos, entrevistas e conferências reunidos neste livro. Todos os textos têm como tema central a questão do poder nas sociedades capitalistas: sua natureza, seu exercício em instituições, sua relação com a produção da verdade e as resistências que suscita. O método genealógico desenvolvido por Foucault evidencia a existência de formas de exercício do poder diferentes do Estado, a ele articuladas e indispensáveis à sua sustentação e atuação eficaz. E à medida que o poder não está localizado exclusivamente no aparelho de Estado, diz Foucault, "nada mudará a sociedade, se os mecanismos de poder que funcionam fora, abaixo e ao lado dos aparelhos de Estado em um nível muito mais elementar, no cotidiano, não forem modificados".

FICHA DO LIVRO

Título: Microfísica do Poder
Autor: Michel Foucault

Editora: Graal
Ano: 2000
Páginas: 296

Gênero: Ciências Sociais, Política.

ISBN: 9788570380746
Ler Mais

Compre aqui na Banca Livraria Popular através do PagSeguro-UOL